Como proteger seu site no nível DNS

Servidor de nome de domínio (DNS) é um termo comum no mundo da Internet e algo que muitos provavelmente encontraram e prontamente ignoraram, passando a ser um jargão mais relacionado à Internet. Bem, acontece que o DNS é muito importante, especialmente no que se refere à segurança da Internet.


O que é o DNS e como ele funciona?

O DNS é um protocolo da Internet que atua para traduzir nomes de domínio (ou seja,., ‘bestwebhostingaustralia.org’ ) em um endereço IP mais amigável de código como 206.20.11.222. Quando um usuário digita as palavras “bestwebhostingaustralia.org “no navegador da Web, um programa no sistema operacional consulta essa entrada usando um resolvedor DNS e recupera o endereço IP. Esse resolvedor DNS também pode primeiro verificar o usuário’cache da web para ver se ele já possui o endereço IP.

Quando você considera todos os nomes de domínio e endereços IP correspondentes existentes, entende o quão robusto é o DNS. Mas o DNS foi projetado para funcionalidade e usabilidade e não para segurança. Essa falta de melhoria de segurança O foco e a constante transferência de dados dos clientes para os servidores tornaram-no um alvo frequente para alguns ataques de segurança bastante avançados.

Quais são alguns ataques comuns de DNS?

Agora que você tem um entendimento de alto nível de como o DNS funciona, vamos dar uma olhada em algumas das maneiras mais comuns de ataques de DNS. Um ataque DNS ocorre quando um hacker explora vulnerabilidades no DNS.

Ataques de negação de serviço (DoS) – Bots maliciosos (que geralmente são computadores com alto desempenho que não’nem sequer sabem que estão participando) envia mais tráfego para um endereço IP de destino do que o site foi criado para lidar. O site de destino fica atolado e incapaz de controlar o tráfego de bot ou o tráfego legítimo e, eventualmente, não consegue responder.

Ataques de amplificação de DNSAtaques de amplificação são uma forma de ataques de negação de serviço (DoS) e se tornam muito mais comuns. O ataque do DoS mencionado acima é substancialmente amplificado por um servidor DNS que é highjacked e efetivamente espalha o ataque do bot para outros servidores. É um ataque de DoS com esteróides.

Falsificação de DNS – este é o processo de substituir um endereço de site adequado para o “falsificado” site de outro. Os usuários que desejam entrar em um site conhecido e confiável (o seu, por exemplo) são levados a um site falso que pode conter malware, spyware ou vírus. O usuário’O computador está infectado e eles podem nunca saber o que aconteceu. Os sites falsificados podem ser cópias em carbono do site real, dificultando ainda mais os usuários descobrirem o que’está acontecendo.

Fluxo de DNS – Nesse truque, os hackers basicamente trocam os registros DNS com extrema frequência para evitar a detecção e redirecionam os usuários com sucesso para sites fraudulentos.

Envenenamento por cache – O servidor DNS fica corrompido quando endereços IP legítimos são armazenados em cache em um servidor, substituídos por endereços IP incorretos e, em seguida, redirecionam qualquer tráfego para o site legítimo para um site mal-intencionado. É uma forma de falsificação, mas que se infiltra nos endereços da web em cache.

Como proteger seu site no nível DNS

Toda empresa ou marca deve ter uma estratégia para se proteger contra os ataques frequentes listados acima. Esses ataques podem derrubar sites, criando perda de receita e oportunidade, ou podem tornar servidores e computadores cúmplices de ataques de bot e spoofing em outros sites ou endereços. Se cada proprietário de domínio seguisse as etapas a seguir, ajudaria a diminuir a frequência e a probabilidade de ataques de DNS.

Aqui estão algumas medidas de salvaguarda a tomar.

  1. Saiba onde estão todos os seus domínios – qualquer empresa ou entidade deve ter conhecimento e acesso completos (na forma de um painel) a todos os seus domínios. Domínios e endereços redirecionados fornecem um ponto de entrada para todos os domínios relacionados. A vigilância em seus domínios também é uma excelente maneira de controlar o pulso e saber o que está acontecendo o tempo todo.
  1. Defina seus domínios como “Bloqueado” – bloquear um domínio significa que ele não está disponível para transferência. Esse recurso de bloqueio protege contra ataques fraudulentos.
  1. Trabalhar apenas com registrador’s que é seguro – certificando-se de registrador de domínio emprega um portal seguro e protegido, enquanto a verificação contínua de tráfego e vulnerabilidades questionáveis ​​é um grande passo e uma boa defesa. Esses registradores também devem ter recursos de segurança robustos para impedir ataques de DNS. Cloudflare é uma boa escolha para isso.
  1. Monitorar domínios críticos – os domínios críticos devem ser monitorados continuamente em busca de atualizações não autorizadas de DNS, alteração de conteúdo ou envenenamento de cache. Quaisquer problemas detectados devem ser resolvidos imediatamente. Entre em contato com seu host ou registrador quando isso acontecer.

Mantendo-se seguro, um passo de cada vez

Em nosso mundo digital, clientes e visitantes do seu site confiam nele para obter as informações, produtos ou comunicações que estão buscando. É provavelmente a representação mais visível da sua empresa e marca. Proteger esse site e seu domínio correspondente deve ser uma prioridade para qualquer empresa ou proprietário de site individual.

Os ataques de DNS são frequentes porque é considerado um alvo “soft” e os hackers se tornaram bastante avançados na execução de ataques. Embora você não possa controlar o que ocorre no nível do DNS e precise confiar no setor para responder a essas ameaças, você pode aumentar o seu próprio site e a segurança do domínio com as etapas descritas acima. Isso é vital e necessário. Você é responsável pelos visitantes do seu site e sua empresa ou marca conta com essa interação para ter sucesso.

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me
    Like this post? Please share to your friends:
    Adblock
    detector
    map